[Azzurri] Itália 1 X 2 México

Palombo, Marchisio e Criscito: A Itália não conseguiu impor seu futebol diante dos mexicanos

Em amistoso realizado na Bélgica, a Squadra Azzurra decepcionou ao perder para a seleção do México. Foi a primeira vitória dos mexicanos na história dos confrontos entre as duas seleções (em 10 partidas, a Itália havia vencido seis e empatado quatro).

Os mexicanos não se intimidaram diante dos atuais campeões do mundo e partiram pra cima desde o início. Dominaram a partida e chegavam facilmente ao ataque.

E o gol não demorou a sair. O atacante Vela abriu o placar com um chute de primeira, aos 16 minutos.

A Itália teve dificuldades para sair jogando e só conseguia chegar ao ataque quando explorava as laterais e cruzava na área. Gilardino assustou quando cabeceou uma bola no travessão. Em outro lance, o atacante chutou forte, mas o goleiro Perez fez uma boa defesa.

Mesmo com as mudanças no segundo tempo, o México continuou tomando conta do jogo. Pazzini entrou aos 18 minutos no lugar de Gilardino. O artilheiro blucerchiato até que se esforçou, mas não conseguiu criar uma oportunidade de gol.

O México ampliou o placar aos 39 minutos, para desespero dos italianos. Blanco lançou Medina na área, que chutou na saída de Buffon. 2 a 0.

Nos minutos finais, Palombo entrou no lugar de Pirlo. O capitão da Sampdoria só apareceu ao chutar de fora da área em cobrança de falta, mas a bola bateu na barreira.

Pazzini e Bonucci no lance que originou o gol da Itália

E a Itália marcou o gol de honra aos 43 do segundo tempo. Após cobrança de escanteio, Bochetti finalizou, a bola ficou viva na pequena área, Pazzini tentou concluir, mas a bola sobrou nos pés de Bonucci que, quase sem ângulo, empurrou para o fundo das redes.


Os gols da partida:

Escalação:

Itália: Buffon; Zambrotta (Maggio 63), Bonucci, Cannavaro (Bocchetti 87), Criscito; Pirlo (Palombo 81), De Rossi (Quagliarella 75); Iaquinta, Marchisio, Di Natale (Pepe 46); Gilardino (Pazzini 63)

México: Perez; Aguilar, Rodriguez (Moreno 69), Osorio, Salcido; Juarez (Guardado 86), Marquez (Barrera 46), Torrado; Giovani Dos Santos (Medina 52), Hernandez (Blanco 70), Vela (Castro 82)


Após a derrota, o técnico Marcello Lippi tentou justificar a atuação pífia dos Azzurri alegando que os jogadores estavam cansados por terem treinado na altitude e que a Itália terá uma postura diferente durante a Copa do Mundo. Será?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: