Werder Bremen 3 X 1 Sampdoria (18/08)

O que era para ser um sonho acabou virando pesadelo, com 3 gols sofridos em um intervalo de 18 minutos. Mas o gol de Pazzini nos minutos finais manteve a chama blucerchiata acesa na competição, que agora precisa vencer no mínimo por dois gols de diferença no Luigi Ferraris para avançar à fase de grupos da Champions League.

O jogo

Cassano não brilhou como esperado

O Werder Bremen tomou a iniciativa da partida desde o primeiro minuto de jogo, chegando com freqüência ao ataque. A Sampdoria ficou no seu campo defensivo e tentava encaixar contra-ataques pelas alas ou com tentativas de lançamento para Cassano.

Tanto que conseguiu assustar no primeiro tempo. Aos 14 minutos, Pazzini recebeu em posição de impedimento passe de Semioli dentro da área e tocou para o fundo da rede, mas o árbitro anulou corretamente o gol.

Curci fez belas defesas em chutes de longa distância de Hunt e Pizarro, garantindo o zero no placar, pelo menos na primeira etapa.

Com boas defesas, Curci evitou um prejuízo ainda maior

A equipe da casa voltou com mais atitude no segundo tempo. E a Sampdoria marcou bobeira. Aos 51 minutos, Tissone falhou ao afastar a bola do campo defensivo. Fritz pegou a sobra e acertou uma bomba no ângulo direito de Curci.

O gol do Werder desestabilizou a equipe. A Samp ainda chegou perto de empatar quando Pazzini acertou a trave aos 58 minutos, após bela troca de passes entre Cassano e Mannini que deixou o centro-avante na cara do gol.

Para dar um novo gás a equipe, Di Carlo sacou Tissone e Mannini, colocando Poli e Guberti. Mas o inesperado aconteceu: Lucchini levou o segundo cartão amarelo e foi expulso ao puxar a camisa do jogador do Werder dentro da área. Pênalti, que Frings bateu e converteu. Curci chegou a tocar na bola, mas não o suficiente para evitar o gol. Aos 67 minutos, Werder 2 a 0.

Di Carlo tentou uma última cartada colocando Stankevicius no lugar de Semioli. Porém, momentos depois, o Werder ampliou ainda mais a vantagem. Aos 69 minutos, Almeida surpreendeu ao passar de letra, deixando Pizarro na cara do gol. O peruano não perdoou e marcou o terceiro gol do Werder, na saída de Curci.

Pazzini mantém a esperança blucerchiata nos minutos finais

Mesmo com um jogador a menos, a Sampdoria partiu para o tudo ou nada. Guberti liderou a reação blucerchiata, criando algumas chances de gol. E o esforço foi recompensado aos 89 minutos quando Stankevicius avançou pela ala direita e cruzou na área do Werder. Pazzini, bem posicionado, subiu e marcou de cabeça o gol de honra blucerchiato. Gol importantíssimo, já que na Champions League o gol fora de casa é critério de desempate.


Melhores Momentos:

Escalações:

Werder Bremen: Wiese; Pasanen (Boenisch 77), Mertesacker, Prödl, Fritz; Bargfrede, Frings, Borowski; Hunt (Marin 85); Pizarro, Hugo Almeida (Arnautovic 88)

Sampdoria: Curci; Volta, Gastaldello, Lucchini, Ziegler; Semioli (Stankevicius 68), Palombo, Tissone (Poli 59), Mannini (Guberti 65); Cassano, Pazzini


Agora é torcer para que a Sampdoria consiga reverter a desvantagem no jogo da volta, no Luigi Ferraris. Forza Blucerchiati!

5 respostas para Werder Bremen 3 X 1 Sampdoria (18/08)

  1. Allan Garcia disse:

    Mimmo Di Carlo escalou a equipe ontem assumindo se considerar “inferior” ao Werder Bremen; prova disso foram as opções por Lucchini e Mannini ao invés de Stankevicius e Guberti. Quando eles entraram, foi visível a melhora no time, que ficou mais equilibrado.

    E verdade seja dita: mesmo quando o placar estava zerado, cada ataque da Samp levava um perigo terrível à defesa do Werder, ainda que tenham sido poucas as oportunidades. Mas é por isso que eu acredito na vitória semana que vem: com Marassi empurrando o time, e o Werder querendo administrar a vantagem, faremos os dois gols que nos colocarão no céu da fase de grupos da Champions.

  2. […] Agora, se você quer saber tim_tim_por_tim_tim de como tudo aconteceu nas quatro linhas, acesse o blog do George e do Marcus, eles contam como certinho como conseguimos perder de 3×1 pros alemães do Werder: https://sampdoriabr.wordpress.com/2010/08/19/werder-bremen-3-x-1-sampdoria-1808/ […]

  3. NO Momento não quero falar muito sobre esse jogo,pois estou abalado com a falta de preparo de Tissone e Lucchini, quase pondo tudo a perder !

    Ainda quero Acreditar, Pazzini não me fez desistir disso !!

    • George Dória disse:

      Pois é, Marcus. Também ainda não digeri muito bem este resultado. Di Carlo me decepcionou. Poderia ter começado com Poli e Stankevicius. Mas preferiu improvisar o zagueiro Volta na lateral direita. Nota-se claramente que a escalação deste jogo foi uma tentativa frustada de perder de pouco (ou na melhor das hipóteses, empatar).

      Tissone merece uma multa por ter feito aquela burrada em campo. Ah se fosse no meu time… E Lucchini foi muito infantil ao puxar a camisa do atacante do Werder dentro da área, se bem que não é qualquer juíz que marca um pênalti desses né.

      Enfim, acabei de saber que a Samp renovou o empréstimo com Zauri, mas acho muito pouco para resolver o problema da lateral direita.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: