Carta de Garrone aos torcedores

(www.sampdoria.it)

(www.sampdoria.it)

Tradução de Thiéres Rabelo

Carta aberta publicada pelo presidente Riccardo Garrone, na tarde desta quinta-feira (3), no site oficial da Sampdoria.

“Ao término de uma longa e atenta reflexão, decidi recusar o convite dos Grupos da Sul, requisitando a minha presença ao debate público com vocês, promovido na noite de quinta-feira, 3 de fevereiro.

Este também seguido do encontro informal que tive há alguns dias com alguns representantes da nossa torcida, no qual também rebati os conceitos e as avaliações expressadas por meio de faixas e relativos aos eventos em que recentemente a Sampdoria protagonizou. Escolho a ocasião para reafirmar a vocês publicamente como se a manifestação da semana passada não tivesse revoltado diretamente a vocês, que sempre manifestaram a sua ligação com estas cores esplêndidas e o seu respeito para a minha pessoa. Recuso, então, o convite, mas agradeço por terem se demonstrado, mais uma vez, “diferentes” e dispostos ao diálogo.

Mas, infelizmente, os últimos resultados, que você têm visto de perto, me deixaram profundamente abatido. No momento, não tenho o ânimo necessário para enfrentar um diálogo público, o qual já sei que seria feito de maneira construtiva, mas que poderia oferecer momentos de tensão e afrontamento verbal. Tenho um caráter impulsivo e amo expor os meus conceitos de maneira franca e direta. Não sinto, então, a vontade de participar de um encontro que poderá se revelar contrário – neste momento em particular -, atrasado e não produtivo.

Não fiquei indiferente ao episódio de Cassano, primeiro, e às reações à cessão de Pazzini, em seguida, como muitos podem imaginar. Ao lado disto, a minha contínua batalha contra os poderes obscuros e as desigualdades do nosso futebol e a situação já de anos do projeto por um novo estádio, me tiraram muita energia e me deram uma visão muito menos romântica deste esporte. Toco no assunto do estádio pela enésima vez, para reafirmar, como se ele fosse a única e necessária chave de volta para garantir um futuro sereno e de perspectiva para nosso clube.

Tudo isso tirou um pouco do ânimo do Riccardo Garrone presidente da Sampdoria, que vive um momento de reflexão e de aflição, mas que não escapa absolutamente do confronto. Recuso, então, o convite dos Grupos da Sul, mas os asseguro que não faltará ocasião para encontrarmos um novo momento de encontro.

De qualquer modo, continuo firmemente convicto que o verdadeiro patrimônio da Samp são seus torcedores. Graças à sua ajuda e à sua paixão, senti na pele emoções inesquecíveis. Nestes nove anos de presidência, os acontecimentos dentro de campo nos presentearam com mais que satisfações e com alegrias impensáveis. A minha tristeza temporária não freia, de maneira alguma, o crescimento de um projeto conduzido por um grupo de profissionais excelentes, nos quais deposito a máxima confiança.

Agora, lhes peço apenas para demonstrar, pela enésima vez, com o apoio e a aproximação que apenas vocês podem dar, a sua esplêndida diversidade.

Cordialmente”

http://www.ilsecoloxix.it/p/sport/2011/02/03/ANVprGhE-tifosi_lettera_garrone.shtml

Uma resposta para Carta de Garrone aos torcedores

  1. […] à recusa do presidente do clube, Riccardo Garrone, em encontrar-se pessoalmente com a torcida. CLIQUE AQUI e leia a carta do […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: