O Clube

Nome: Unione Calcio Sampdoria
Apelidos: Samp, Doria, Blucerchiati
Data de fundação: 12 de agosto de 1946
Localização: Piazza Borgo Pila, 39, Gênova, Italia
Estádio: Luigi Ferraris (Marassi)
Maior artilheiro: Roberto Mancini (132 gols)
Maior rival: Genoa C.F.C.

Principais Títulos:

Campeonato Italiano Serie A (1)
1990/91

Campeonato Italiano Serie B (2)
1933/34, 1966/67

Copa da Itália (4)
1984/85, 1987/88, 1988/89 e 1993/94

Recopa Européia (1)
1989/90

Supercopa Italiana (1)
1991

História do Clube:

A Sampdoria nasceu em 1946 depois da fusão de dois clubes da cidade de Gênova, a Andrea Doria e a Sampierdarenese. Ambos nome do time e uniformes refletem isso, o primeiro sendo uma fusão dos nomes dos dois antigos clubes, o segundo incorporando as cores das antigas equipes (azul-branco e vermelho-preto) em um único uniforme.

Suas cores são azul com branco, listras vermelhas e pretas, daí o apelido Blucerchiati. Logo no início, já foi incluído entre o grupo de clubes que disputava a primeira divisão do Campeonato Italiano.

Ao contrário do que poderia ser esperado, manteve-se entre os melhores durante muito tempo. Chegou, por exemplo, ao quinto lugar na temporada 1948/49. Na temporada seguinte, Giuseppe Baldini foi o primeiro jogador do clube a ser convocado para a seleção italiana.

Nos anos 1960, porém, o time caiu de produção, e, em 1965/66, foi rebaixado para a Série B pela primeira vez em sua história. Seria, porém, uma passagem rápida. Isso porque logo no ano seguinte voltou a estar entre os melhores.

Depois disso, permaneceria mais dez anos na divisão principal, retrocedendo apenas em 1976/77. Seria um dos piores momentos da história da Sampdoria, que ficou durante cinco temporadas buscando um acesso.

Logo no início da década de 1980, a equipe voltaria à elite do Campeonato Italiano, e daria início à sua melhor fase. Em 1984/85, consegue seu primeiro grande triunfo. Depois de um quarto lugar no Italiano, venceu a Copa da Itália depois de final contra o Milan.

Na segunda metade dos anos 1980, a Sampdoria conseguiu uma seqüência de temporadas com títulos. Em 1987/88, vence sua segunda Copa da Itália em decisão contra o Torino, título que repetiria no ano seguinte contra o Napoli.

O maior título, porém, veio na temporada 1989/90, quando a equipe conquistou seu primeiro título europeu. Foi a Recopa, vencida na final contra o Anderlecht, da Bélgica. No ano seguinte, mais uma conquista de peso. Depois de disputa acirrada, a Sampdoria venceu o Campeonato Italiano e se qualificou para a disputa da Champions League de 1991/1992.

A Sampdoria fez uma campanha impressionante na maior competição de clubes europeus, chegando até a final contra o Barcelona. No entanto, os espanhóis venceram por 1 a 0, adiando o sonho blucerchiato de conquistar o título mais importante da Europa.

A partir de 1992, começava o declínio. Com a saída das maiores estrelas, como Vialli, Vierchwod e Mancini, a agremiação deixaria de disputar grandes títulos. Ainda teria, porém, tempo para vencer sua quarta Copa da Itália em 1993/94, em final contra o Marassi.

O período de glória terminaria de vez em 1998/99, quando a Sampdoria terminou o Campeonato Italiano no 16º lugar e caiu para a segunda divisão. Voltaria à elite em 2002/03, e consegue se manter até hoje entre os melhores.

Na temporada 2008/2009, a Sampdoria esteve perto de obter o seu quinto título da Copa da Itália. Porém, o sonho foi interrompido na partida final, quando a equipe perdeu o título para a Lazio, nos pênaltis.

Com o 4° lugar obtido na Serie A em 2009/10, o clube volta a disputar a principal competição de clubes europeus (Liga dos Campeões), depois de 18 anos de ausência.

Mascote:

A mascote da Sampdoria é o Baciccia, que é uma silhueta de um pescador genovês típico, com barba, chapéu característico, cachimbo e cabelos ao vento. O símbolo está, inclusive, no escudo da agremiação.

Baciccia

Uniformes:

Sampdoria 2008-09 Home

Sampdoria 2008-09 Away

Sampdoria 2008-09 Away

Sampdoria 2008-09 Third

Sampdoria 2008-09 Third

Hino:

­Se deserte son le strade,
oggi doria giochi tu,
le bandiere blucerchiate,
batte il cuore della sud,

Per quegl’undici campioni,
l’entusiasmo scoppiera’,
la comenica allo stadio,
un canto s’alzera’

Doria ole’, doria ole’, forza doria, doria ole’

Se le squadre sono tante,
la piu’ bella resti tu,
dei ragazzi sei l’orgolgio,
e per noi la gioventu’,

Vive sotto la lanterna,
operosa la citta’,
e benche cost’ moderna,
si commuove nel cantar

Doria ole’, doria ole’, forza doria, doria ole’

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: